André Fernandes Cardoso, odontologia.


Marque já sua consulta
de segunda à sexta das 8h às 18h e aos sábados das 8h às 12h.

(071) 3244.6166

ou envie um e-mail para andrecardoso.1@uol.com.br. Será um prazer atende-lo.

Não aceitamos planos de saúde.

Aceitamos cartões Visa, Master, American e Diners.

ARTIGO: Sorria Melhor

Como ganhar um novo sorriso


ARTIGOS: voltar | Cor e Forma do Dente | A saúde agradece


Um dente escuro, torto, feio, incomoda bastante, mas muito pior é quando não o temos, quando existe alguma falha na arcada dentária, e se a mesma aparece quando sorrimos. Além da questão estética é bom lembrar que a falta de um ou mais dentes, conforme sua localização, pode acarretar um desequilíbrio na mastigação, musculatura, simetria facial e, em alguns casos, provocar até mesmo dores de cabeça e/ou da região próxima ao ouvido, além de baixa auto-estima, insegurança de falar em público e medo de sorrir.

Para se colocar um novo dente no lugar existem basicamente três tipos de tratamentos, as próteses, que se classicam da seguinte forma:

I Removíveis - quando o dente articial será preso a uma estrutura plástica ou metálica que será apenas apoiada sobre a gengiva e/ou os dentes, a exemplo, das dentaduras parciais (Fig.1), “roach’s”, etc.

II Fixas convencionais - quando o dente articial será colado nos dentes vizinhos à falha, previamente desgastados em todo seu contorno para o encaixe da prótese, chamada de ponte xa (Fig.2) ou, em casos mais raros, quando minimamente desgastados, as chamadas próteses adesivas (Fig.3).

III próteses fixas sobre implantes - quando o dente substituto será xado a uma estrutura metálica, normalmente de titânio, que foi previamente inserida cirurgicamente no osso logo abaixo da gengiva (Fig.4).

Figura 1: Prótese removível

As mais baratas e rápidas de serem feitas são as removíveis, mas esse tipo de prótese pode, eventualmente, apresentar alguns inconvenientes, entre eles a difícil adaptação, desconforto e insegurança, principalmente durante a mastigação, a fala ou até mesmo em um beijo. Caso o paciente não se incomode com essas questões, poderá utilizá-la. Muitas vezes, o resultado estético e funcional de uma simples prótese removível poderá surpreender a todos, porque deixará o sorriso mais bonito e o seu portador mais feliz.

Outra opção são as próteses xas convencionais, seja a ponte xa ou a prótese adesiva. Para a instalação de uma prótese xa adesiva muitas vezes o desgaste dos dentes vizinhos é quase que insignicante e, em muitos casos, principalmente para instalação de ponte xa, os mesmos já se encontram comprometidos por cárie ou possuem restaurações. Dessa maneira, há muito tempo deixaram de ser dentes íntegros. Sem contar que, ao optar por uma ponte xa, ao término do tratamento, além do paciente ganhar um dente novo, os dentes vizinhos estarão restaurados funcionalmente, esteticamente e devidamente protegidos pelaprópria prótese.

Figura 2: Ponte fixa

A ponte xa, quando bem indicada e executada, obedecendo todos os detalhes do tratamento, é também uma prótese que poderá satisfazer plenamente. Rápida de ser feita, sem necessidade de cirurgias ou de tratamento de canal - como se pensava no passado - e de custo intermediário entre as removíveis e os implantes.

Quanto ao mau hálito, que dizem a mesma provocar, na maioria das vezes, ele existirá sempre que o dono da prótese, seja ela qual for, não realizar corretamente sua higiene bucal, a exemplo da escovação dos dentes, no mínimo duas vezes ao dia, usar o dental, acessórios próprios para limpeza de próteses e, principalmente, limpar a língua com a escova ou limpador ao término da escovação. Mais uma vez vale ressaltar que a opinião do paciente e seus desejos são de extrema importância.

Figura 3: Prótese adesiva

Finalmente, temos a opção da prótese xa sobre implante, muito boa escolha quando existirem algumas condições: osso em quantidade e qualidade para alojar um implante - pino ou parafuso - com volume e formato satisfatório para suportar a prótese; motivação para realização da cirurgia de instalação do implante e não raro outros procedimentos, como enxerto ósseo ou gengival; paciência, pois quase sempre o tratamento exige, no mínimo, seis meses, da consulta inicial até o nal, quando instalada a prótese denitiva; e, sim, condição nanceira para tanto, pois na maioria dos casos o tratamento com implante é mais caro que os demais.m relação à durabilidade das próteses, faz-se necessário deixar claro que nenhuma é eterna. Todas exigirão manutenções e trocas regulares, algumas mais que outras. Envelheceremos e a prótese não acompanhará as transformações decorrentes. Assim, independente do tratamento escolhido, as idas ao dentista deverão continuar a acontecer para o seu monitoramento e a manutenção da saúde bucal.

Figura 4: Prótese sobre implante

Todos os tipos de prótese são bons quando bem indicadas, planejadas, executadas, utilizados materiais de qualidade e o paciente devidamente esclarecido. Cada técnica corresponde a uma ferramenta que será ou não utilizada no caso, conforme vários fatores a serem discutidos.

Converse bastante com o prossional, esclareça todas as dúvidas e faça seus questionamentos. Somente quando se sentir seguro, escolha qual tipo de prótese deve ser feita. Lembre-se que sua opinião é muito importante para que todos possam sorrir melhor.